A Alimentação na Diabetes

Publicado a 14 de Novembro de 2015 . Na categoria:Artigos Geral Notícias & Artigos .

diabete-1 A maioria dos alimentos que ingerimos são transformados em glicose, açúcar que é utilizado como fonte de energia pelo nosso organismo. A hormona insulina, produzida pelo pâncreas, é imprescíndivel neste processo, sem ela o nosso corpo não obtém a energia que necessita. Num diabético, o pâncreas não produz a insulina que precisa (diabetes mellitus tipo 1) ou o organismo não pode utilizar de forma eficaz a sua própria insulina (diabetes mellitus tipo 2), resultando numa elevação da glicose sanguínea. Existem também outros tipos de diabetes como a diabetes gestacional.

A Diabetes é uma doença crónica multifatorial, cujo tratamento depende da conjugação de cinco importantes fatores: alimentação, atividade física, sono, tabagismo e medicação. (Neste artigo iremos abordar a alimentação.)

A alimentação dos diabéticos deve ser baseada nos princípios da Roda dos Alimentos, devendo ser completa, variada e equilibrada. É importante que a ingestão dos alimentos seja fraccionada ao longo do dia, entre 5 e 6 refeições diárias. O objetivo nutricional será evitar ou minimizar as flutuações extremas de glicémia, atingir um perfil lipídico que reduza o risco de doença cardiovascular, contribuir para níveis de pressão arterial normais e ajudar a reduzir a evolução de complicações associadas à Diabetes, como problemas microvasculares e renais.

Uma alimentação rica em nutrientes e com uma elevada quantidade de alimentos de baixo de índice glicémico são a chave para combater a doença com mais saúde e para melhorar a qualidade de vida.

 

Vantagens de uma alimentação saudável de um diabético:

  • Manter um peso adequado
  • Normalizar a glicémia
  • Ajudar a controlar comorbilidades (tensão arterial, níveis de colesterol)
  • Diminuir o risco de complicações associadas à diabetes

 

Alimentos recomendados:

  • Frutas, hotícolas, pão escuro, cereais integrais e leguminosas (grão de bico, feijão, etc.)

Porquê? Auxiliam na redução da glicémia após a refeição, na redução dos níveis plasmáticos de colesterol, no aumento da saciedade, no controlo do peso e da motilidade intestinal.

  • Alimentos ricos em gorduras monoinsaturadas (Azeite, óleo de amendoim, etc.)

Porquê? São responsáveis por aumentar o colesterol HDL (“o bom colesterol”) e são protetores cardiovasculares.

  • Alimentos ricos em gorduras polinsaturadas (Sardinha, atum, cavala, arenque, salmão, frutos secos, etc.)

Porquê? O peixe por ser fornecedor de ácidos gordos em ómega 3 contribui para a diminuição do risco de doença cardiovascular. Os frutos secos por fornecerem ácidos gordos ricos em ómega 6 são importantes para o controlo glicémico.

Tomás De Carreira Alves & Rita Gonçalves
Nutricionista Balance Club & Farmacêutica Farmácia Serra

Inscreva-se

na nossa newsletter

Nós contactamos

deixe-nos o seu contacto

www.balance.pt | geral@balance.pt | comercial@balance.pt | Telf: 262083054 | 918078788 | Polo São Cristóvão, Caldas da Rainha desenvolvido por: