Ao contrário do que se acreditava, o nosso crânio não é uma estrutura rígida, como uma “caixa que guarda algo la dentro”, sem mobilidade, mas sim uma parte do corpo com um tipo de movimento muito próprio e que influencia muitas estruturas. No entanto, não devemos entender a mobilidade do crânio como a de qualquer outra articulação – por exemplo, um cotovelo ou um joelho. Assumir que o crânio se move é saber que anatomicamente os seus ossos constituintes (mais de 20 ossos) estão desenhados para deslizarem uns sobre os outros, cuja soma de movimentos dá a capacidade de expansão e contração.

22539991_829737383871225_7425732603805325491_n

William Sutherland, considerado o “pai” a Osteopatia Craniana, descobriu que os ossos do crânio se movem através das suas suturas, não só na infância, mas ao longo de toda a vida. Aplicando uma ligeira pressão com os dedos sobre eles, foi possível distinguirem-se, entre outros movimentos, o movimento do líquido cefalorraquidiano. Este fluido viaja através das membranas que envolvem o cérebro e a medula, do crânio até ao sacro. Desta forma, foi possível concluir-se que a mobilidade craniana está relacionada com a mobilidade do sacro, não sendo isoladas uma da outra. Este movimento complexo, provocado por diferenças de pressão e de fluxo, passou a designar-se Movimento Respiratório Primário (MRP). A sua descoberta e nomenclatura tem sido amplamente questionada, por sempre se ter considerado o crânio imóvel mas também por se utilizar o termo “Respiratório” em algo que não envolve, por exemplo, os pulmões ou a caixa torácica, mas que faz lembrar o seu “enchimento e esvaziamento”. Apesar disso, cada vez é maior a evidência científica em prol destes factos, permitindo assim uma grande evolução, principalmente ao nível da terapia manual.

O MRP consiste num sistema hidráulico que gera movimento – através da flutuação do líquido cefalorraquidiano – no cérebro e medula espinhal, ossos do crânio (através das suturas), membranas intracranianas e intra-espinhais e mobilidade involuntária do sacro entre os ilíacos. Esta “respiração” surge no 5º mês de vida uterina e dura, entre vinte minutos e duas horas, após a morte.

Globalmente, podem ser distinguidos 2 movimentos principais. Numa primeira fase, designada Flexão, há um aumento do diâmetro transversal do crânio e uma diminuição no diâmetro ântero-posterior, ou seja, é como se o crânio “enchesse e expandisse”. Na fase de Extensão, ocorre o movimento oposto. Como referido anteriormente, este movimento estende-se até ao sacro, pelo que na fase de flexão, o sacro verticaliza-se, ao passo que na extensão, horizontaliza-se. Ao contrário da respiração propriamente dita, onde podemos observar entre 12 a 18 ciclos por minuto, no MRP podem ser distinguidos de 2 a 3 ciclos por minuto.

Movimento Respiratório Primário

Movimento Respiratório Primário

 

Qualquer alteração na biomecânica num dos ossos do crânio, vai ter consequências ao nível da circulação do líquido cefalorraquidiano e à boa comunicação entre o sistema nervoso e as restantes estruturas do corpo, dando origem a patologia e disfunções. Ao trabalhar sobre estas restrições – este tipo de técnicas destaca-se pela subtileza ao nível da palpação e execução, em comparação com outras técnicas osteopáticas, como alta velocidade ou impulso – vai-se facilitar o processo de auto-regulação, e, por conseguinte, permitindo que o organismo faça as suas próprias correções quando e onde estas sejam necessárias, dentro do processo fisiológico normal.

Este tipo de terapia manual é aconselhado para:

  • Dores de cabeça e enxaquecas
  • Distúrbios oculares (por exemplo: estrabismo)
  • Distúrbios auditivos
  • Tonturas e vertigens
  • Zumbidos
  • Disfunções da articulação têmporo-mandibular (ATM)
  • Dores de coluna vertebral
  • Problemas músculo-esqueléticos
  • Dificuldades respiratórias
  • Fadiga crónica
  • Fibromialgia
  • Dificuldades de coordenação motora
  • Depressão
  • Hiperactividade e problemas de concentração
  • Disfunções do sistema nervoso (central e periférico)
  • Autismo e Síndrome de Asperger
  • Paralisia Cerebral
  • Sinusites e rinite

 

Os Fisioterapeutas da UNIDADE DE SAÚDE BALANCE

Inscreva-se

na nossa newsletter

Nós contactamos

deixe-nos o seu contacto

www.balance.pt | geral@balance.pt | comercial@balance.pt | Telf: 262083054 | 918078788 | Polo São Cristóvão, Caldas da Rainha desenvolvido por: